AS INJUSTIÇAS UM DIA TERÃO FIM ?

As vezes pensamos: "Não é justo. Eu não mereço isso". Ou talvez você tenha um amigo que esteja com problemas e diga: "Não é justo que isso tenha acontecido". Então, eu digo: "Você está extremamente certo. Há muita injustiça neste mundo". E por isso que a Bíblia diz que um dia, no fim dos tempos, Deus ajustará as contas. Haverá um dia de julgamento, quando todo o mal causado a pessoas inocentes será tirado a LIMPO e corrigido. No fim dos tempos, Deus acertará as contas. Mas, por enquanto, nosso dever é permanecer confiantes e ver o que Deus pode fazer em nossa vida para nos trazer CRESCIMENTO, em vez de deixar que as injustiças nos DESTRUAM.

O MESTRE E SUAS FÓRMULAS MATEMÁTICAS.

Mt. 18:21,22 Então, Pedro, aproximando-se, lhe perguntou: Senhor, até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu lhe perdoe? Até sete vezes? Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete.

O que é o Perdão?

A palavra grega traduzida como "perdoar" significa literalmente cancelar ou remir. Significa a liberação ou cancelamento de uma obrigação e foi algumas vezes usada no sentido de perdoar um débito financeiro. Para entendermos o significado desta palavra dentro do conceito bíblico de perdão, precisamos entender que o pecador é um devedor espiritual. Até Jesus usou esta linguagem figurativa quando ensinou aos discípulos como orar: "e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores" (Mateus 6:12). Uma pessoa se torna devedora quando transgride a lei de Deus (1 João 3:4). Cada pessoa que peca precisa suportar a culpa de sua própria transgressão (Ezequiel 18:4,20) e o justo castigo do pecado resultante (Romanos 6:23). Ele ocupa a posição de pecador aos olhos de Deus e perde sua comunhão com Deus (Isaías 59:1-2; 1 João 1:5-7).

A boa nova do evangelho é que Jesus pagou o preço por nossos pecados com sua morte na cruz. Quando aceitamos o convite para a salvação através de nossa obediência aos mandamentos de Deus, ele aceita a morte de Jesus como o pagamento de nossos pecados e nos livra da culpa por nossas transgressões. Não ficamos mais na posição de infratores da lei ou devedores diante de Deus. Somos perdoados!

O perdão, então, é um ato no qual o ofendido livra o ofensor do pecado, liberta-o da culpa pelo pecado. Este é o sentido pelo qual Deus “esquece” quando perdoa (Hebreus 8:12). Não que a memória de Deus seja fraca. Por exemplo, Deus lembrou-se do pecado de Davi a respeito de Bate-Seba e Urias muito tempo depois que Davi tinha sido perdoado (2 Samuel 12:13; 1 Reis 15:5). Ele liberta a pessoa perdoada da dívida do seu pecado, isto é, cessa de imputar a culpa desse pecado à pessoa perdoada (veja Romanos 4:7-8).

OUSE SER DIFERENTE.


Nem sempre fazemos as escolhas certas, mas temos que assumir todas as consequências.
Encare seus medos e vença os desafios, transformando cada momento em uma memória deliciosa e inesquecível.
Saiba que sempre encontrará pessoas que irão te magoar, aprenda por quais vale a pena chorar.
Não disfarce.
Ame, mesmo odiando.
Esteja sempre sorrindo e deixando os outros querendo descobrir qual é o segredo que te faz rir...
Seja perfeito com seus mil defeitos.
Seja inseguro, mas saiba sempre o que quer.
Não seja igual a todo mundo.
Tenha coragem de falar que faria quase tudo de novo.
Esqueça os momentos de derrota, mas nunca se esqueça das batalhas que já ganhou.
Esqueça os erros que não pôde evitar, mas não se esqueça das lições que eles possam ter lhe ensinado.
Esqueça os dias de tristeza, mas nunca se esqueça dos sorrisos que já encontrou.
Confie no hoje e desconfie do ontem.
Seja realista.
Esqueça os planos que falharam.
MAS JAMAIS DEIXE DE SONHAR...








O bispo da Igreja Universal do Reino de Deus Edir Macedo, defende publicamente o aborto. Para o fundador da IURD e dono da Rede Record de Televisão o aborto é uma excelente estratégia de planejamento familiar.

Caro leitor, confesso que estou abismado com o discurso deste senhor. Os argumentos usados por ele para defender o aborto afronta a santidade do Eterno. Ora, ninguém possui o direito de tirar a vida de ninguém. Afirmo sem titubeios que abortar é frontalmente contra aos ensinamentos das Escrituras.

O meu compromisso é com a Palavra de Deus. E a Palavra de Deus condena o assassinato. Isto posto, afirmo com todo o meu vigor e convicção que sou totalmente contra a idéia da legalização do aborto e repudio veementemente esta prática infernal.

Definitivamente a IURD não é uma igreja cristã.

O TEMPO É SENHOR DE MUITAS COISAS.


1 Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: 2 há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou; 3 tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar; 4 tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria; 5 tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar; 6 tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora; 7 tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar; 8 tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz.

(Eclesiastes, 3.1-8)


Tempo. Tudo gira em torno desse 'personagem' intangível, mas que constantemente nos assoberba sobremaneira. Olhamos para a frente, vislumbramos então o futuro. Volvemos o olhar para trás e lá está o passado a nos contar a história das nossas vidas. Vidas que se cruzam, se entrelaçam, se entrechocam. O presente é fugaz, tão ou mais intangível do que o próprio tempo. Quase que num átimo - esse suspirar de tempo - perdemos o momento de agora, que nos escapa por entre os dedos.

A nossa existência é também regulada pelo transcorrer do tempo, que flui inexoravelmente. Tempo e existência também a se entrelaçar... E eis que fazemos os nossos projetos, urdindo e construindo sonhos, uns que se realizam e outros que jamais se realizarão. E o tempo fluindo, fluindo, deixando as suas marcas e as suas cicatrizes em baixo relevo nas nossas peles.

Nos consideramos "donos" do tempo, quando afirmamos peremptoriamente que "amanhã faremos isto ou aquilo". As nossas agendas se "sentem" quase como proprietárias desse garoto soberbo. Projetamos as nossas vidas de acordo com aquilo que almejamos, "construindo" o caminho a ser trilhado. Quanta ilusão...!

Queremos nutrir ilusoriamente essa estranha capacidade de autodeterminação, como se fôssemos capazes de ter o senhorio pleno sobre as nossas vidas. E nem sequer somos capazes de determinar o próximo segundo que virá após o último exalar de ar dos nossos pulmões. Não sabemos o que virá depois do próximo piscar de olhos: pode ser que eles nem mesmo voltem a piscar, paralisados, tendo captado a última imagem gravada na íris. E nem mesmo esta derradeira imagem permanece, posto que se desvanece, dando lugar à escuridão fria.

Entretanto, o tempo corre a nosso favor, flui doce e suavemente quando cultivamos a certeza inabalável de que ele não nos pertence, quando olhamos além dele para a eternidade. Reconhecemos que somos peregrinos, forasteiros neste mundo e que nada nos pertence de fato. Tomamos emprestado do Criador o próprio tempo, que nos é dadivosamente fornecido. Resta-nos agradecer a Ele pelo empréstimo, a cada amanhecer. E, ao anoitecer, voltar-nos novamente para o Eterno em novo agradecimento e súplica, para que nos conceda, por pura misericórdia, um pouco mais desse fluir.

Nascemos, crescemos, casamos, temos filhos - uns sim, outros não - , envelhecemos e morremos. Tudo minimamente medido. Enquanto isso, o tempo, senhor inexorável das nossas vidas, é ordenado por Deus. Ele próprio (o tempo) a exaltar a grandeza do Todo Poderoso.

O que é o homem, em toda a sua arrogância e soberba? Diz o salmista: "Pois Ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó. Quanto ao homem, os seus dias são como a relva; como a flor do campo, assim ele floresce; pois, soprando nela o vento, desaparece (...) (Salmos 103.14-16).

Quanto a mim, sinto-me realmente 'grande' quando reconheço a minha pequenez. Apropriando-me das palavras do apòstolo: "Sou forte, quando sou fraco". A coragem, quando a tenho, manifesta-se no temor ao Senhor, Deus meu.

Pobre homem sou, quando me agarro ao meu próprio senhorio: "O homem é como um sopro; os seus dias, como a sombra que passa" (Salmos 144.4).

"Grande é o Senhor e mui digno de ser louvado; a sua grandeza é insondável" (Salmos 145.3). Eu sou apenas como o vento fugaz, que passa rapidamente, dando lugar à calmaria.

Louvado seja o Eterno Deus, dono do tempo, Senhor da minha vontade, mantenedor da vida e Criador do homem, do universo e de tudo que há 'debaixo do sol'.

Lenço de Jesus.

Por que Jesus deixou o lenço dobrado no sepulcro depois de sua ressurreição?

João 20:7 nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus não foi deixado de lado como os lençóis do túmulo. A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra.

Bem cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara, e disse: ´´Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram.´´

Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis lá, mas ele não entrou. Então Simão Pedro chegou e entrou. Ele também notou os lençóis deixados lá, enquanto o lenço que cobrira a cabeça de Jesus estava dobrado e colocado em um lado.

Isto é importante? Definitivamente.
Isto é significante? Sim.

Para poder entender a significância do lenço dobrado, você tem que entender um pouco a respeito da tradição hebraica daquela época. O lenço dobrado tem a ver com o amo e o servo, e todo menino judeu conhecia a tradição.

Quando o servo colocava a mesa de jantar para o seu amo, ele buscava ter certeza de fazê-lo exatamente da maneira que seu amo queria. A mesa era posta perfeitamente e o servo esperaria fora da visão do amo até que o mesmo terminasse a refeição. O servo não se atreveria nunca a tocar a mesa antes que o amo tivesse terminado a refeição.

Se o amo tivesse terminado a refeição, ele se levantaria, limparia seus dedos, sua boca e limparia sua barba e embolaria seu lenço e o jogaria sobre a mesa. Naquele tempo, o lenço embolado queria dizer: “Eu terminei.” Se o amo se levantasse e deixasse o lenço dobrado ao lado do prato, o servo não ousaria tocar a mesa porque o lenço dobrado queria dizer: "Não terminei, eu voltarei!"

FELICIDADE NO LAR.

O que acha uma esposa acha o bem e alcançou a benevolência do Senhor” (Provérbios 18:22)

SALMO 128

1 Bem-aventurado todo aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos.
2 Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem.
3 A tua mulher será como a videira frutífera, no interior da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira, ao redor da tua mesa.
4 Eis que assim será abençoado o homem que teme ao Senhor.
5 De Sião o Senhor te abençoará; verás a prosperidade de Jerusalém por todos os dias da tua vida,
6 e verás os filhos de teus filhos. A paz seja sobre Israel.


DEUS QUER RESGATAR SUA VIDA ,NÃO IMPORTA COMO ELA ESTEJA...


o próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos. Marcos 10.45 ...

Não importa como esteja a sua vida hoje ,não importa o tamanho do abismo em que você se meteu ,Deus não mede e nem medira esforços para tirar-lhe dessa situação,aprendemos com esse exemplo que foi a situação dos mineiros lá no chile,parecia impossivel eles sairem daquela situação mais enquanto a vida a esperança
E no livro de Jó (14.7 a 9), a palavra do Senhor fortalece e suscita a esperança de renascimento para a árvore, que, se for cortada, e morrer na terra a sua raiz, ao Cheiro das Águas brotará e dará ramos como planta nova. Vejamos:
Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e morrer o seu tronco no pó; ao Cheiro das Águas brotará, dará ramos como a planta

DEUS HOJE VAI TIRAR VOÇÊ DO FUNDO DO POÇO, ENTREGUE A SUA VIDA EM SUAS MÃOS CONFIA NELE E O MAIS ELE FARÁ....

PR CRISTIANO RAITZ

A Cura da Alma



Tiago 5:14-15
“Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; e a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.”

O tempo vem passando e ao longo dos anos novas doenças são descobertas. A humanidade vem sofrendo com muitas dores, pois o mundo jaz no maligno. (I Jo 5:19)

Porém, na carta escrita por Tiago conseguimos notar que realmente as doenças existem. (Tg 5:14a) e também percebemos que há um Deus soberano que tem o poder de curar o ser humano de todas as doenças. (Tg 5:14b-15)

As doenças são causadas por alguns motivos:
• O pecado
Tiago 5:15b

O pecado torna a pessoa vulnerável às enfermidades, porque ele afasta o homem de Deus, criando uma divisão, barreira (Is. 59:2). Essa separação deixa o homem sem a proteção divina. Por isso, as enfermidades encontram lugar. Marcos 2:5 / João 5:14

• Física
A causa principal das doenças físicas são os hábitos errados das pessoas que agridem o organismo e não atendem as suas necessidades. Estes hábitos errados vão enfraquecendo o organismo, que vai ficando sem resistência, sem defesa, intoxicando-se, perdendo a vitalidade e deixando de funcionar bem até adoecer. Mateus 8:14-17

• Espiritual
Causadas por espíritos de enfermidade, doenças que geralmente não são diagnosticadas pelos médicos, as pessoas sentem os sintomas, passam mal, porém, a medicina não encontra nada. Lucas 13:11 c/ 16

• Doença da alma
Causada na maioria das vezes por frustrações, fracasso, acontecimentos na vida que ferem interiormente. A doença da alma é muito séria, pois as feridas são internas, ninguém vê. São elas: Traumas, complexos, sentimento de derrota, abandono, fracasso e etc.

Sintomas de uma alma doente:
• O passado traumático que permanece vivo;
• Quando o presente é influenciado pelo passado;
• Quando não enxergamos um futuro melhor;
• Sentimento fatalista, a derrota sem luta.

A nossa alma está ligada aos nossos pensamentos, sentimentos, vontades, desejos. Da forma que imagino a minha alma, assim eu serei. Provérbios 23:7a

Houve um tempo em Israel onde a pobreza reinou, a escassez tomava conta. Israel estava sofrendo; esse sofrimento perdurou 7 anos. Juízes 6:1

A pobreza, a miséria, era abundante no meio do povo. Juízes 6:3-6

Deus, então, resolve mudar essa historia escolhendo um homem chamado Gideão. Porém, Gideão se encontrava doente da alma.

Estava preso ao passado, aos acontecimentos. Essa prisão nos mostra o passado influenciando seu presente. Juízes 6:13a

Gideão duvidava do poder de Deus, ou seja, não estava crendo na poderosa mudança, sentimento de derrota, que está sozinho e, não há mas uma solução. Juízes 6:13b

Gideão não acreditava que por suas mãos a situação poderia ser mudada; ele se sentia incapaz. Juízes 6:15

Como ser curado da doença na alma?

Deus tem uma forma poderosa de trabalho em nossa vida, sarando nossa alma, contrariando todo sentimento de derrota dizendo:
Eu sou contigo, varão valoroso. Eu preciso entender que sou especial para o Senhor; não posso menosprezar a mim mesmo e estar ciente que o Senhor em momento algum tem me abandonado, pois Ele está sempre comigo. Juízes 6:12 c/16

Ainda que a mãe que amamenta abandone seu filho, todavia o Senhor jamais se esquecerá de nós. Isaias 49:15-16

Havia um homem que também sofria com a doença da alma, não sabemos seu nome, porém, o conhecemos como o “Homem da mão mirrada”.
Na época de Cristo os portadores de alguma deficiência física eram rejeitados, e não viviam em meio à sociedade como uma pessoa normal, não podiam usufruir de uma vida tranqüila, sossegada, pois eram discriminados, rejeitados e ninguém os valorizava.

Essa vida lhe trouxe:
Traumas, complexos, ressentimentos a sua alma estava doente.
Para receber a cura ele teve que ir para o meio da multidão.
Marcos 3:3
Vir para o meio:
Não se importar com as pessoas que estão a sua volta, lhe discriminando, rejeitando, falando mal, difamando. Não dar ouvido para o que dizem de você.
Estender a mão...

Marcos 3:4
Expor seus traumas e complexos, colocar diante do Senhor Jesus com confiança, pois Ele vai restaurar a sua alma por completo.

Deus está com você! Valorize a sua vida, creia no Senhor, não dê importância ao que dizem de você. Coloque diante dEle sua vida, confie, porque o mais Ele fará. A cura da alma é certa, em nome de Jesus.

Se você deseja uma restauração completa em sua vida, você precisa receber o Senhor Jesus como Único, Suficiente, Exclusivo e Eterno Salvador da sua alma.

Deus está com você e a sua alma está sendo sarada por Deus, em nome de Jesus!

Um forte abraço

Prossigo para o Alvo


Filipenses 3:13-14, “Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”

Uma das coisas que sem dúvida nenhuma machuca muito uma pessoa é a ingratidão. O apóstolo Paulo em uma missão passou por uma cidade chamada Galácia, e nessa cidade enfrentou lutas muito grandes, sofrimentos, fome, todas as lutas que um missionário passa no campo de missões. E tudo isso somente para um objetivo, alcançar almas para o Senhor Jesus. Mas todo o esforço de Paulo para salvar alguns na Galácia, em certo momento parece que foi em vão, apenas parece.

Gálatas 3:3, “Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne?”

Paulo não se conformava de que alguns estavam se desviando da verdade, desviando-se de Jesus, começaram de maneira espiritual, mas agora, após algum tempo, estavam se desviando para a carne. O que Paulo enxergava nisso, é que todo o trabalho que fizera, todo sofrimento, todas as orações, vigílias, enfim, parecia que tudo havia sido em vão. E não somente o que Paulo passou, mas o que eles mesmos já haviam passado por causa da fé.

Gálatas 3:4, “Será em vão que tenhais padecido tanto? Se é que isso também foi em vão.”

Claro que o Apóstolo estava insatisfeito com essa situação. Estava triste por que nem tudo o que ele plantou, vingou. Assim somos cada um de nós, muitas vezes plantamos, acreditamos, oramos, buscamos a Deus, mas ainda que plantamos muito, nem todas as sementes nascem. Às vezes investimos nosso tempo, nosso amor, nossa dedicação em pessoas que não querem compromisso com Deus. E qual o primeiro pensamento que nos ocorre? Que tudo que fizemos foi em vão! Você já teve a sensação de ter trabalhado tanto por alguma causa, e após um tempo sentiu-se como se tudo tivesse sido em vão?


1 Coríntios 15:58, “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.”

Não há nada, absolutamente nada, que você faça e que Deus não recompense a sua vida por isso!

Muitas coisas nós vamos orar, chorar, clamar a Deus, e Deus tem as razões dEle para não dar algumas coisas que pedimos. Deus sabe melhor do que você o que você realmente precisa para viver e ser feliz. Se por ventura Ele não te der algo, você vai deixar de amá-lO? Deixaria de servi-lO?

Muitas pessoas quando acham que não alcançaram nada, deixam o Senhor, e se esquecem que um dia falou: “Seja feita a tua vontade!”

Quando escolhemos a vontade de Deus para as nossas vidas, estamos abrindo mão de escolher nossos caminhos e permitimos que Ele nos guie, que Ele nos conduza.

2 Reis 4:18-20, “E, crescendo o filho, sucedeu que um dia saiu para ter com seu pai, que estava com os segadores, E disse a seu pai: Ai, a minha cabeça! Ai, a minha cabeça! Então disse a um moço: Leva-o à sua mãe. E ele o tomou, e o levou à sua mãe; e esteve sobre os seus joelhos até ao meio dia, e morreu.”

Lemos um trecho bíblico de uma mulher que tinham um filho que estava com dor de cabeça, e logo em seguida ela se pôs de joelhos e orou, até ao meio dia, mas seu filho não resistiu e morreu. Muitos pais já passaram por isso, e não há dúvida que a dor é imensa. Mas pensando em nossos propósitos, já oramos por tantas coisas que não conquistamos, quantos sonhos apresentamos em oração e depois nossos sonhos morreram. O que fazer na hora que um sonho morre?

Temos que fazer como Paulo fez. Primeiro que nada feito pra Deus é em vão!

Segundo, que ainda que não alcancemos tudo o que sonhamos temos que fazer como Paulo ensinou. PROSSEGUIR PARA O ALVO!

Nosso alvo é morar no céu com nosso Senhor e Salvador Jesus. Pouco importa se a porta de emprego era a que você sonhava, pouco importa se o carro que você tem é o que você sonhava, o importante é que você prossiga para o alvo!

Filipenses 3:13-14, “Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

Paulo disse, "não julgo que alcancei tudo o que eu queria", nem tudo o que Paulo quis, alcançou. Mas isso não foi motivo para ele parar de prosseguir! Não desista dos seus sonhos! Lute, prossiga para o alvo, o seu alvo é Jesus!

PASTOR MARCO FELICIANO E PR CRISTIANO .


MESMA FÉ MESMA VISÃO !
PROMOVER UM GRANDE AVIVAMENTO ESPIRITUAL

O QUE É AVIVAMENTO
No dicionário Aurélio, avivamento é definido como o ato ou efeito de avivar – tornar mais vivo, mais nítido, cobrar ânimo, ficar intenso.
Mas o que avivamento significa dentro do contexto que vivemos - a igreja de Jesus?
====================================================================
1- Primeiramente o avivamento nos fala de "Retornar"!
No
Salmo 85:6 lemos: "Não tornarás a vivificar-nos, para que o teu povo
se alegre em ti?" Este texto nos indica a idéia da necessidade de uma
recuperação. Nos fala de sairmos de um estado de apatia e inércia, para
uma vida de alegria e significado. Trás a idéia de um retorno a uma
vida que só é experimentada na lembrança do passado – distante da realidade presente. Esta vida é possível mas foi perdida em algum lugar da existência da fé.

2- Em segundo lugar nos fala de "Restaurar"!
Salmo 126:4
O
avivamento restaura verdades. Restaura aquilo que um dia cremos (nossa
doutrina), e vivemos (nossa prática), mas que por alguma razão
abandonamos ao total desapreço. Portanto o avivamento é uma recuperação
daquilo que está esquecido, obscurecido. O avivamento repara o altar
da nossa vida. Restaura o nosso fervor, nosso ânimo e nossa paixão pelo
Senhor do Reino e pelas coisas do Reino.

3- Em terceiro lugar avivamento nos fala de "Restituir"!
Salmo 51:12
É
a restituição de um entusiasmo rejuvenescido; de um andar em
santidade. O avivamento é a volta de uma vida de credibilidade! Isto é
mais que grandes concentrações, mais que "êxtase pentecostal", mais que
uma experiência com o sobrenatural, mais ainda do que milhares de
pessoas se agregando às Igrejas evangélicas. É mais que o testemunhar
das mudanças sociais que ocorrem –
novos apartamentos, novos carros, novos empregos e novas empresas.
"Avivamento é uma operação do Espírito de Deus, entre seu povo". É Deus
agindo em sua Igreja. É a volta do culto verdadeiro, da adoração
genuína, da contrição de coração. É mais que um ensinar teórico. É a
prática – a vida. É o povo pregando o que na vida já fazem!
É esta vida que o avivamento pode restituir!
Que
Deus nos ajude a sairmos da "vida morta", e restaure em nós seu altar,
restituindo-nos um estilo de vida coerente com o caráter Dele!

COM DEUS NÃO SE BRINCA!


Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. (Gl 6:7)

JOHN LENNON disse:



O cristianismo vai se acabar, vai se encolher, desaparecer. Eu não preciso discutir sobre isso. Eu estou certo. Jesus era legal, mas suas disciplinas são muito simples. Hoje, nós somos mais populares que Jesus Cristo. (1966)".


Lennon, depois de ter dito que os Beatles estavam mais famosos que Jesus Cristo, recebeu cinco tiros de um fã.



TANCREDO NEVES:


Na ocasião da campanha presidencial, disse que se tivesse 500 votos do seu partido (PDS), “nem Deus o tiraria da presidência da República”.



Os votos ele conseguiu, mas o trono lhe foi tirado um dia antes de tomar posse.

BRIZOLA:



No ano de 1990, quando houve uma outra campanha presidencial, disse “que aceitava até o apoio do demônio para se tornar presidente”.




A campanha,quando acabou, apontou Collor como presidente e não mostrou Brizola nem em segundo lugar.




CAZUZA:


Em um show no Canecão ( Rio de Janeiro ), deu um trago em um cigarro de maconha, soltou a fumaça para cima e disse: “Deus, essa é para você!”


Nem precisa falar em qual situação morreu esse homem.

MARILYN MONROE:


Foi visitava por Billy Graham durante a apresentação de um show. Ele, um pregador do evangelho, na época havia sido mandado pelo Espírito Santo àquele lugar, para pregar à Marilyn. Porém ela, depois de ouvir a mensagem do Evangelho, disse: "Não preciso do seu Jesus."


Uma semana depois foi encontrada morta em seu apartamento.



BON SCOTT:


Ex-vocalista do conjunto AC/DC. Cantava no ano de 1979 uma música com a seguinte frase:"Don´t stop me, I´m going down all the way, wow the highway to hell".(Não me impeça... Vou seguir o caminho até o fim, na auto-estrada para o inferno).


No dia 19 de fevereiro de 1980, Bom Scott foi encontrado morto, asfixiado pelo próprio vômito.


TITANIC:




Na ocasião em que foi construído, apontaram-no como o maior navio de passageiros da época. No dia de entrar em alto- mar, uma repórter fez a seguinte pergunta para o construtor: "O que o senhor tem a dizer para a imprensa concernente a segurança do seu navio?"O homem, com um tom irônico, disse: "Nem Deus poderá afundar meu Navio".


O resultado foi o maior naufrágio de um navio de passageiros do mundo!



Muitos outros homens importantes também se esqueceram que a nenhum outro nome foi dada tanta autoridade como a que há no nome de JESUS. Não esqueça disso: Muitos morreram, mas somente um ressuscitou e está vivo até hoje: Jesus!

Pastores Analgésicos

Imaginemos uma pessoa de 20 a 30 anos que, durante algum tempo, tem se alimentado sem muitos cuidados, comendo o que sente vontade, sem avaliar as conseqüências. Após certo tempo de alimentação inadequada, seu estômago começará a reclamar.

A maioria das pessoas, buscando solução rápida e negando uma atitude mais enérgica, busca pelos sais (Andrews, Eno, etc), que darão alívio à dor até a próxima refeição inadequada. Tais pessoas se esquecem que, com o tempo, os sais não terão mais o mesmo efeito, sendo necessária a utilização de analgésicos mais fortes.

O comportamento correto seria procurar um médico para que se encontre o problema e este seja tratado, contudo, as pessoas preferem amenizar a dor, pois é mais rápido e menos comprometedor.

Chega o dia em que os analgésicos não terão mais efeitos, aí, a única saída será uma endoscopia (um exame doloroso, desconfortante e caro), para identificar o problema e corrigí-lo com a medicação necessária. O sucesso do tratamento dependerá do estágio da doença e do empenho do paciente.

É claro que este comportamento está errado, mas é até aceitável se procede do paciente, afinal, as conseqüências de tal negligência serão vividas pelo próprio paciente, mas e quando a negligência parte do médico? E se o médico em vez de tratar o problema, apenas receitar analgésicos a fim de amenizar as dores?
Que grande culpa levará este médico, pois sabia o que fazer e não o fez.

Assim, comparativamente, podemos olhar para os pastores e ver que está sobre eles a responsabilidade do conhecimento da cura. É fácil declarar: Deus te dará vitória! Deus vai prosperar a sua vida! Sua família será salva! Seus filhos andarão no caminho do Senhor! Estas palavras são de Deus e bem-vindas, mas por si só não trazem a vitória.

Muitos cristãos saem de cultos verdadeiramente saltitantes e confiantes na vitória, mas muitos têm a ilusória sensação de conquista da vitória através da mágica: Deus está comigo! O Evangelho não está baseado nas emoções despertadas de um culto abençoado, mas na prática da Palavra, pois as emoções vão e vem como o nosso humor, mas a Palavra não muda e permanece sempre Fiel.

Muitos pastores preferem as pregações analgésicas, de efeito rápido e empolgante, mas duram até a pessoa chegar em casa ou até a próxima dificuldade que enfrentarem.
Há, sem dúvida, alguma necessidade de se trazer ânimo ao povo de Deus, assim como os analgésicos têm sua função, mas a cura e a vida fluirão com a cooperação humana, como podemos observar no início do ministério de Josué.
Deus começa de maneira impressionante levantando o ânimo de Josué (Js 1:2-6), Deus usa palavras do tipo: “assim como fui com Moisés serei contigo”, “ninguém poderá te resistir”, “não te desampararei”... Que bênção! Josué poderia ter pensado que a missão estava ganha, afinal, Deus deu todas as garantias. Nos versos seguintes podemos perceber que a história não era bem assim, pois Deus agora usa palavras que muitas vezes não são tão empolgantes de se ouvir como: “esforça-te”, “tenha bom ânimo”, “não te desvies”, “medita nele dia e noite”. Deus estava animando e ensinando o Caminho. O Médico dos médicos estava associando os analgésicos com os remédios para cura e também vitaminas para o fortalecimento.

Uma pregação analgésica tem tempo determinado para durar e talvez por isso, algumas pessoas já não sejam mais tocadas com tais palavras, pois assim os analgésicos perdem o seu efeito quando aplicados de maneira inadequada.

Uma pregação profunda, com as verdades bíblicas que conduz a cura, requer trabalho do pregador em estudar e se consagrar por isto. Uma endoscopia custa caro e tráz muitos desconfortos. O pastor de Deus não se intimida em pregar a verdade, mesmo que seus ouvintes sintam desconforto na mensagem, pois sabe que o problema será identificado e a cura estará a caminho.

Que desculpas podemos encontrar para um pastor que não se empenha em cumprir o seu chamado de pregar a verdade? Se tentarmos fazer isto, será o mesmo que tentarmos explicar como um médico que teve oito anos para estudar e se especializar em cuidar de doentes, não saber, após formado, como cuidar daquilo que sempre estudou!


“Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.” (Hb 13:17).


Geralmente eu penso neste versículo como uma ovelha: tenho de obedecer ao meu pastor, mas, tomando nota do que está escrito, os pastores também são aqueles que hão de dar conta das almas que lhe foram sujeitas! Será que isto está sendo esquecido? Sempre que vejo um problema entre obreiros e pastores, geralmente os obreiros são sempre os rebeldes, mas a VERDADE é que rebeldes ou não, a responsabilidade destes continuam nas mãos do pastor.


Deus te abençoe!

10 SINAIS DE QUEM PERDEU A SALVAÇÃO

> * 1.Não tem prazer de falar com Deus.
> Existem pessoas que se desculpam de falta de tempo, cansaço e de que Deus sabe do que ela precisa, deixando assim de expressar a sua dependência Nele.
>
> * 2.Não tem prazer de conhecer a vontade de Deus.
> As pessoas que deixam de ler a Bíblia, automaticamente deixam de ouvir a voz de Deus. Desta forma ficam sem saber qual é a Sua vontade nas suas vidas, pois a Biblia é a fonte. É nela que está expressa a vontade de Deus para nós.
>
> * 3.Tem medo da morte.
> Teme o destino da sua alma, pois não tem a certeza da Vida Eterna.
>
> * 4.Tem medo que o Senhor Jesus volte e não seja arrebatado.
> Teme a vinda do Senhor Jesus, porque sabe que a forma de vida que está a ter, não lhe dá o direito de ser arrebatado.
>
> * 5.Valoriza as coisas matérias mais que as espirituais.
> Perde a visão da salvação, dando mais valor e priorizando as coisas materiais, deixando o espiritual, que é o principal, como secundário.
>
> * 6.Preocupa-se em agradar mais às pessoas do que a Deus.
> Preocupa-se mais com o que as pessoas pensam e esperam a seu respeito, do que o que Deus pensa e espera dela.
>
> * 7.Não tem temor.
> Por isso, mente, guarda magoa, inveja, julga, desobedece, rebela-se, pois o temor não representa medo, mais sim, um profundo respeito. Quando a pessoa se rebela, na verdade ela quer impôr a sua vontade.
>
> * 8.Não se concentra no louvor, na oração ou na adoração.
> A pessoa facilmente se distrai abrindo os olhos, pensando em outros assuntos e acaba por ficar vazia. Ela “ora”, “louva”, “adora”, mais é como se não estivesse ali. Seus pensamentos são outros...
>
> * 9.Não tem alegria da salvação.
> A pessoa que é salva resplandece alegria, é feliz seja qual for a situação que esteja a passar, pois esta alegria é espontânea. Ela se sente segura, com paz e não é acomodada.
>
>
> * 10.A mensagem nunca é para si.
> Ela acha que a pregação nunca é para ela e sim para os outros. Mas Cristo, sempre está a renovar-nos para aprendermos a ter uma nova mente, coração e espírito.
>
> Obs.: Quando a pessoa nega a fé, tudo isto deixa de existir!
>
> Você acabou ler, agora é momento de ficar de joelhos e se entregar por completo para ser salvo.

As coisas velhas já ficaram para trás!


Mas agora o Senhor diz ao seu povo: "Não fiquem lembrando do que aconteceu no passado, não continuem pensando nas coisas que fiz há muito tempo." (Isaías 43:18)



Diferente de nossas emoções diárias que dia a dia vamos soltando e se estivermos fazendo o que Deus
quer vamos ao mesmo tempo resolvendo, muitas vezes a bagagem emocional do passado está sempre lá, se ainda não tratamos como se deve. O certo é que o passado não deve influenciar nosso presente e muito menos o nosso futuro.O problema é que muitas vezes deixamos que coisas do passado, que estão
gravadas em nossa mente, determinem nossas ações. E isto, como vamos ver é totalmente prejudicial. Anos de exposição e experiência de vida gravaram marcas em nosso banco de memória que é acionado pelos acontecimentos atuais. Esse é o tipo de emoções de longo prazo, que se escondem abaixo da superfície,de emoções primárias. A intensidade de nossas emoções primárias é determinada por nossa história anterior de vida. Quanto mais traumática sua experiência, mais intensa será a sua emoção primária. Muitas dessas emoções primárias permaneceram dormentes e terão muito pouco efeito em sua vida até que alguma
coisa faça com que elas despertem. Algumas vezes, numa conversa, você já trouxe à tona determinado assunto que perturbou alguém e fez com que ele saísse da sala irritado? A maioria das pessoas tenta controlar suas emoções primárias evitando as pessoas ou os eventos, que as despertam. Mas você não pode isolar-se
completamente de tudo o que pode desencadear uma reação. Você deve aprender como resolver conflitos anteriores ou a bagagem emocional se acumulará e o passado controlará a sua vida.
Deus quer que o passado sirva com exemplo e não como controlador de sua vida. O
que passou, passou. Então, controle este tipo de emoção também. Você foi estuprado(a)? Violentado(a)? Tentou suicídio? Prostitui-se ou casou com alguém que fez isso? Ou qualquer outra coisa que de vez em quando volta à sua mente?
Entregue a Deus e esqueça. Não permita que as emoções do passado acarretem emoções no presente. Sepulte-as! Domine-as! O que importa é o que você é agora! E quando alguma coisa tentar desviar o seu olhar de Cristo, não deixe.

Tenha um ótimo dia,desfrute de sua LIBERDADE em Cristo, você é livre.. saia desse aquário, tem um oceano bem a sua frente

Descidas perigosas

,
“Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, deixando-o meio morto. E ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o passou de largo. E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o passou de largo. Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele, e, vendo-o moveu-se de íntima compaixão; e, aproximando-se atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele; e, partindo ao outro dia, tirou dois denários, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: cuida dele, e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar” (Lc 10: 30ª 35).

Todas as descidas são perigosas; e a vida é constituída de subidas e descidas; e o inimigo está sempre atento para derrubar a qualquer que esteja descuidado. O homem descia, e esta descida pode estar representando o pecador que, antes de existir pecado, se descuidou e deu ouvidos à voz do inimigo; ocasião em que se deu a sua queda.

Como o texto nos informa, a tragédia foi grande; e o homem caiu nas mãos dos salteadores que, depois de sofrer essa agressão perdeu todos os valores internos, passando a ser um dependente de cuidado. Que poderiam fazer as religiões a favor desse homem? O sacerdote é o representante da maior religião, que é o judaísmo; em matéria de salvação, deixou muito a desejar: passou de largo. De igual modo o levita, passou também de largo. E o pobre homem continua impotente, meio morto.

A partir do momento da desobediência, o homem passou a descer cada vez mais. Enquanto o pecador estava caído na vida, o Senhor Jesus deixando a Sua glória, veio para junto de todos nós que estamos sendo representados por esse infeliz que jaz à beira da estrada. Ele de igual modo sentiu profunda compaixão, fez aquilo que devia ser feito, o que as religiões nada puderam e nem podem fazer.

Toda vez que deixamos de buscar a Deus em oração e leitura de Sua palavra, corremos o perigo de sermos assaltados.

Sejamos como Neemias, que convidado a descer disse: “Um homem como eu jamais descerá”.

DEUS NOS DEU TALENTOS PARA MULTIPLICARMOS.






Jesus está à porta; e a maioria de nós está preocupado em dar desculpas a Deus para não ter que fazer a Sua obra. É mais fácil e cômodo.
Deus nos deu talentos para isso, nos deu ferramentas específicas, não temos desculpas. Vários homens/mulheres dos quais Deus usou também tentaram sair do projeto por Ele planejado.


  • ABRAÃO… Era velho demais;

  • SARAH… Era estéril;

  • JACÓ… Foi trapaceiro;

  • LÉIA… Era feia;

  • JOSÉ… Era um sonhador;

  • MOISÉS… Tinha um problema de gagueira;

  • RAABE… Era uma prostituta;

  • DAVI… Foi um assassino;

  • SALOMÃO… Foi mulherengo;

  • ISAIAS… Tinha lábios impuros;

  • JEREMIAS… Era muito jovem;

  • ELIAS… Teve medo;

  • JONAS… Fugiu de Deus;

  • NOEMI… Era uma viúva;

  • PEDRO… Era emotivo e negou a Cristo;

  • MARIA MADALENA… Foi adultera;

  • MARTA… Preocupava-se demais com as coisas;

  • TOMÉ… Duvidava de tudo;

  • ZAQUEU… Era usurpador;

  • PAULO… Era religioso demais;

  • TIMÓTEO… Tinha uma úlcera;

  • LÁZARO… Estava morto!

  • AGORA NÃO TEM MAIS DESCULPAS!!!

Deus usou todos esses com seus defeitos e agora conta contigo mesmo sabendo das tuas fraquezas!!!

CEGO E MENDINGO SIM MAIS COVARDE NÃO...


Todo covarde morre cedo

A covardia é o sen-timento mais repugnante que um ser humano pode ter. Vemos no texto bíblico acima a história de Bartimeu, um homem que, além de cego, era mendigo. Quando ele ouviu falar que Jesus estava passando por perto, começou a gritar pedindo ajuda ao Senhor. Muitos o repreendiam e mandavam-no ficar quieto, mas ele gritava ainda mais. Jesus, vendo a fé ousada e corajosa, curou aquele homem da cegueira.

Se Bartimeu tivesse se deixado levar pela opinião da multidão que o mandava parar de gritar, teria morrido cego e mendigo. Mas quando ele foi contra a multidão e perseverou em clamar ele estava mostrando que era cego e mendigo, mas não covarde.

Todo covarde morre cego, pois a covardia tira a visão das pessoas e as impedem de arriscar, automaticamente também as impedem de verem seus sonhos realizados, sendo assim, todo covarde também é cego, porque jamais verá vi-tórias em sua vida. Quantas são as pessoas que já eram para estarem muito além na vida e não estão por falta de coragem.

Deus quer um po-vo ousado e valente, vivemos numa época em que Deus está empurrando o povo do Ministério Mudança de Vida para vencer. Temos que entender que Deus não vai descer do céu e fazer a nossa parte, Ele vai fazer o impossível, mas o possível cabe ao ser humano fazer. Na verdade, a covardia está no caráter de uma pessoa, por isso só há um meio de vencê-la: através de uma renovação mental.

Fazer a vontade de Deus é ser inteligente, porém muitos sabem o que Deus espera deles e, mesmo assim, não o fazem. Saber o que é certo e não fazer é o pior ato de covardia que existe.

Todo vencedor teve que arriscar um dia. Em liderança não existe risco zero, às vezes temos que ignorar o medo de errar e entender que só erra quem produz, mas só produz quem não tem medo de arriscar. Não estou aqui fazendo uma apologia ao erro, mas dizendo que nunca arriscar nada, pode significar estar arriscando tudo.

Caro leitor, faça uso da coragem que Deus te dá e insista como o cego Bartimeu, ignore os gritos da platéia e insista em algo que somente você acredita. Seja você mesmo, seja livre do pensamento que te leva a se preocupar com o que os outros vão pensar. Se você tem a consciência de que está fazendo a vontade de Deus, não se preocupe em agradar a homens. Deus espera um povo corajoso e que tenha personalidade e pode ter certeza de que, nesta sinceridade, Deus vai fazer o seu trabalho prosperar.

Na vida, ou você é a presa ou é o predador, o mais forte sempre pre-valece. Sabendo que a força deve estar unida à inteligência, pois uma pessoa pode até ter força, mas se não tiver inteligência, ela se torna fraca. É preciso estar focado e ter disposição para fazer as coisas a-contecerem. Mesmo que seja algo que pareça difícil, a gente aprende mesmo é fazendo.

Deus está esperando uma atitude de fé ousada para te abençoar. Se você é covarde, seja

corajoso para admitir is-to e mudar. Faça como Bartimeu que foi contra a multidão, lembrando que ser corajoso é ter coragem de fazer aquilo que temos medo.

Um abraço.